sexta-feira, junho 11

AIIIIIIIII Quando a vi, simpatizei com ela: loura, jovem, bonita, óculos de armações leves, quase transparentes, sorriso perfeito. Tem uma cara vulgar, mas é bonita. Chama-se Julie e mudou a minha vida. Nunca uma mulher me causou tanta dor. Hoje, pela primeira vez, arranquei um dente e posso finalmente dizer que não é uma experiência agradável. É muito penoso. Ir ao dentista nunca mais será a mesma coisa. Por causa do mau trabalho de um Norberto há cerca de dez anos, tenho hoje menos um molar. E a Julie - não podiam ter arranjado uma besta qualquer que eu pudesse odiar - bem tentou arranjar solução, mas não havia nada a fazer. Poupo os pormenores. Era o destino. Aqui, em Portugal ou noutro lugar. E como é que me sinto depois de tirar um dente em França? Dói, mas ao mesmo tempo estou satisfeito: ninguém me iludiu com alternativas pouco viáveis; não houve consultas de "preparação"; ainda não paguei nada e na farmácia, graças a um cartão electrónico que a segurança social tem chamada Carte Vitale, não tive de desembolsar um tostão para os remédios.

4 comentários:

Sofia disse...

A maior parte das pessoas foge dos dentistas. Você sentre-se atraido por uma...
Será que à aversão às cadeiras dos dentistas pode ser combatida através do aumento das senhoras nessa área?
E depois não querem deixar as raparigas tirar medicina... Tss, tss!

Anónimo disse...

Relax and enjoy

Casino
viagra
tramadol
cialis

Anónimo disse...

Tramadol, viagra

viagra
tramadol
cialis

Anónimo disse...

Latest news. Viagra, cialis

viagra
cialis
tramadol